quarta-feira, 18 de julho de 2012

Palavra pastoral de 18 de Julho de 2012.


FUGITIVO DE DEUS


TEXTO DE REFERÊNCIA: Jn. 1.

Introdução:

Deus também procura os “fugitivos”, Ele não abre mão de ninguém.  Há momentos difíceis em nossas vidas, que nos levam a pensar em fugir, e querer estar bem longe e distante de tudo e de todos.  Muitos, quando confrontados com alguma adversidade, não conseguem encarar os problemas de frente.  Pensam imediatamente em uma forma de escapar daquela situação sem ter que enfrentá-la.  A Bíblia relata vários exemplos de fugitivos, que tentaram fugir da presença do Senhor. No teor etimológico da palavra, vemos que fugitivo é o mesmo que desertor, ou seja, aquele que abandonou uma causa. Ser fugitivo é o mesmo que está fora dos objetivos ou caminhos traçados por Deus, pois mesmo em meio ao sofrimento, se permitido por Ele ainda é o melhor caminho 1° Pe. 3.17. Não há como ser bem sucedido fugindo das situações, não há como ser treinado por Deus sem encarar os obstáculos, não existe outro caminho para se alcançar um ideal com Ele, não existe outra porta, e nem outro caminho que seja mais perfeito do que o que foi traçado por Deus. 2° Sm. 22.31. Quando se procura fugir de Deus, nossa vida se torna afetada de tal forma que não há como prosseguir.  Por isso é preciso olhar para Cristo, e seguir seus passos, só assim chegaremos à vitória, pois com suas mãos Ele nos sustentará e nos guiará. Sl. 139.7-10.


  • Jonas. O Fugitivo. Um dos clássicos fugitivos da bíblia foi Jonas, que desobedeceu a um “ide” imperativo de Deus, fugindo das suas instruções para pregar em Nínive. Quem sabe por ter perdido seus familiares pela espada dos Nínivitas, ou por saber que em material bélico a cidade era extremamente fortificada ele rejeitou a vontade de Deus. Enfim várias justificativas poderiam narrar o erro de Jonas, mas o que realmente importa é que ele desobedeceu em não ir para Nínive, e por causa disto muitos outros tiveram as suas vidas por um fio. Jn 1.
  • Fugitivo por consequência. Caim ignorou a onisciência de Deus Sl. 147.5, e não se preocupou em fugir da sua face, isto é fato. Mas a consequência do seu ato em matar seu irmão mesmo se esquivando da responsabilidade, o fez fugitivo de Deus Gn 4.13-16, embora protegido por Deus de seus inimigos sem poder ser morto por eles, se tornou errante em sua vida. Sem promessas ou perspectivas de vitórias e perdão padeceu seus dias na terra.
  • O medo transformado em fuga. Assim foi com Elias... 1º Rs. 19.3. O medo em perder sua vida o fez fugir dos propósitos de Deus. Alguns dizem que Deus o permitiu fugir como estratégia de sobrevivência, mas em 1° Rs. 19. 9, o próprio Deus pergunta a ele “o que esta fazendo aqui”? Muitos hoje fogem da vontade de Deus e ainda têm a coragem de dizer “como profetas”, que foi Deus que os guiou. Ele te manda voltar de onde você veio ou parou e deixar de ser um fugitivo de Deus 1° Rs. 19.15.
Conclusão:

Fugir de Deus significa está fora dos propósitos Dele. Tem muita gente vivendo assim como fugitivo, correndo de um lado para outro, evitando o encontro com Deus porque sabe que no dia que encontrar com Ele, a sua vida vai mudar. Saiba que Ele poderá usar a dor de uma situação inesperada, a letra de uma canção, uma ligação errada, um e-mail ou até um parente para dizer que você precisa deixar de ser um fugitivo de Deus. Seja de dentro de um grande peixe, ou de uma caverna, o convite que Ele te faz é... Saia e ouça a minha voz. Muitos se encontram assim pelos mesmos problemas, ou seja, uns de ordem pessoal, outros que alegam pressão demais na obra e alguns por estarem presos em suas convicções e conveniências, mas entenda uma coisa, se necessário for fugir de algo dessa vida, esta fuga será da aparência do mal 1° Ts. 5.22, e nada mais. Jamais se encontre como um fugitivo de Deus.

3 comentários:

AS DUAS ÁRVORES

Texto de referência: Jo. 15.1-22. Introdução: A natureza, e tudo que existe em sua volta, são constantemente apresentadas e co...