sexta-feira, 18 de novembro de 2016

ALIANÇA


TEXTO DE REFERÊNCIA: Gn. 17 1-9.

Introdução:

Aliança... Esta palavra no novo testamento significa: aceitar a proposta que já foi estabelecida por Ele quando concordou em nos abençoar e nos perdoar; foi elaborada e assinada com o sangue de Jesus na cruz, lá no Calvário. É uma promessa estendida desde o Gênesis a nós nos dias de hoje. Aliança é Compromisso, lealdade incondicional, pacto firmado sem fim, com quatro aspectos importantes. Partes, Condições, Resultados e Garantias.

  • Partes. É relacionado a pessoas envolvidas, ou seja, uma aliança necessariamente precisa ter duas ou mais pessoas envolvidas, para se caracterizar uma aliança. Exemplos como de Abraão e Abimeleque Gn. 21.27, a de Deus para Davi a aliança Dadívica 2ª Sm. 7.4-16, e com  a nova aliança em Cristo entre nós e Deus pela fé. Esta aliança esta fundamentada em Rm 4, Hb 11. O pai o filho e o Espírito Santo como parte líder da aliança e nós em fé, completando e formando a aliança.

  • Condições. Toda aliança exige condições ou clausulas a serem cumpridas. E de acordo com elas uma fidelidade e obediência são exigidas para que não venha sofrer uma ruptura da aliança formada.

Fidelidade Gn. 39.8.1ª Sm. 18.3-4.,

Obediência 1ª Pe.1.22, 1ª Sm 15.22.


  • Resultados. Simplificando em duas partes os resultados se resumem em bênçãos ou em maldições. Quando estudamos Dt. 28 a 30. Aprendemos nestes capítulos a verdadeira essência dos resultados de uma aliança. Dt. 28.1-14 nos mostra as bênçãos, e Dt. 28.15-68 todas as maldições do resultado de uma aliança quebrada ou não aceita. Dt. 30.19.

  • Garantias. As garantias são feitas de forma que venha assegurar o cumprimento da aliança, que deve ser feita através de juramentos ou confissões que firmem o acordado. O próprio Deus em Hb. 6.13-14 demonstra a necessidade e o poder de um juramento. Quando assumimos algo perante os Homens, é automaticamente ligado perante Deus. Mt. 16. 18-19. Se jurarmos ser fiel até a morte com Cristo ou em um matrimonio... Torna-se uma aliança de garantias. O quebrar dela acarretará o relato lido em Dt. 28.15-68.

Conclusão:

Fazer uma aliança é algo muito sério, para ser banalizada por GRANDES homens que dizem serem líderes nos últimos dias. Seja Matrimonial, Ministerial, Administrativo enfim não importa a forma, aliança é aliança. A vida cristã é uma chamada à fidelidade a Deus. Ele espera que seus filhos sejam fiéis, assim como Ele é fiel! Ele nos ajuda a nos manter fiéis, ainda que venham as dificuldades e tentações 1ª Co. 10.13. Não quebre a sua aliança com Ele, seja um vencedor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AS DUAS ÁRVORES

Texto de referência: Jo. 15.1-22. Introdução: A natureza, e tudo que existe em sua volta, são constantemente apresentadas e co...