quarta-feira, 20 de junho de 2012

Palavra pastoral de 20 de Junho de 2012.


Unidade

TEXTO DE REFERÊNCIA: Ef. 4 3-13.
Introdução:

A unidade cristã está firmada na clara doutrina de que há um só salvador, um só Pai Celestial, um só Espírito Santo, um só Batismo e uma só igreja aos olhos de Deus. A unidade se torna possível através do Espírito Santo que nos ensina a praticar a paciência e o amor uns pelos outros (v,v 2,3), juntamente com os dons conscientes e inteligentes concedidos a igreja precedido da humildade pessoal (v,v 7-11). Afinal somos carnais ou espirituais? 1° Co. 2.14,15.

  • Uma unidade destruída por divisões e contendas. É o câncer da igreja... Varias palavras sugerem este tópico, brigas, lutas, fofocas, palavras em grupos ou em secreto, são típicos em nossos dias, grupinhos de Homens ou mulheres, membros e obreiros, fazem desta pratica maldita, uma rotina em algumas igrejas que precisa ser disciplinada e evitada. Tt. 3.9-11
  • A unidade firmada na verdade. A verdade é cristo, e é Ele que liberta... Esta frase é a mais falada em nosso meio, decorado e recitado desde cedo na vida Cristã Jo. 14.6, mas para muitos se tornou apenas meras palavras... Quando existe verdade, existe unidade, pois nada se torna fingido por conveniência. Em Pv. 23.23, nos mostra a importância da verdade no caráter cristão, ou amamos de coração nosso irmão em verdade para herdar a salvação, ou o inferno será o nosso destino.
  • A unidade e o amor nos leva a conhecer Deus. Pessoas que causam contendas ou situações desagradáveis no meio Cristão, deve se preocupar, pois a bíblia afirma que ele não conhece Deus 1°Jo. 4.8,9, Não se pode ser, um obreiro, um líder e nem membro de uma instituição cristã sem o amor, pois ele é a base da nossa fé.
  • Uma unidade firmada na maturidade. Enquanto as pessoas continuarem a nascer na família de Cristo, haverá diferenças de níveis de maturidade. Isto é natural e não deverá causar divisões. Paulo abordou especialmente este assunto em Rm 14. Quando há diferenças de opinião, aqueles que sentem uma liberdade maior deverão respeitar a consciência do irmão sincero que não reconhece esta mesma liberdade. Assim como os membros maduros de uma família física protegem os mais novos, aqueles discípulos com entendimento mais maduro procurarão proteger as consciências de seus irmãos mais fracos. Aqueles que são mais fracos se amam verdadeiramente o Senhor, naturalmente buscarão crescer. Tais diferenças são frequentemente resolvidas com o exercício da paciência, e do domínio próprio. Devemos ser a diferença e não praticar ou estimular as indiferenças em nosso meio. Ef. 4.11-16.
Conclusão:

A unidade é o que faz o crescimento de uma igreja, a igreja primitiva mesmo em meio as perseguições, buscou a prática do respeito com seu irmão, gerando assim um ambiente de paz At. 9.31. O que falta para sermos verdadeiros em cristo? Será melhor o inferno ou o céu? O texto de Mt. 5.23,24 nos mostra que a falta de amor e da unidade, interfere em nossas bênçãos materiais e espirituais; o que você quer... Benção ou maldição. A escolha é nossa, o livre arbítrio é seu, o que não podemos ou precisamos é achar que estamos enganando a muitos, pois a Deus não se engana. Gl. 6.5-8.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AS DUAS ÁRVORES

Texto de referência: Jo. 15.1-22. Introdução: A natureza, e tudo que existe em sua volta, são constantemente apresentadas e co...