quarta-feira, 29 de junho de 2016

Após a Morte... Paraíso ou inferno?


A CRIAÇÃO
PARTE I

TEXTO DE REFERÊNCIA:  Ap.20.11-15.
INTRODUÇÃO:
            Para entender este tema, é preciso compreender primeiro sobre a criação, e a tricotomia na qual fomos feitos. Espírito, Alma e Corpo. O homem é uma alma que habita em um corpo que recebeu um espírito de vida.

·         “E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente.” Gn. 2.7.

             A Bíblia é muito clara em dizer que há uma grande diferença entre alma e espírito quebrando assim toda teoria dicotômica do homem.
            Alma significa no hebraico: nephesh, e no grego psyche, já o espírito no hebraico ruah e espírito no grego pneuma. Se fosse a mesma coisa, não teríamos significados diferentes.
             Vejamos alguns textos bíblicos, que nos ajuda a provar a tricotomia.

·         ”E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.” 1ª Ts. 5.23.
·         “Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração.” Hb. 4.12.
·         “Disse então Maria: A minha alma engrandece ao Senhor, E o meu espírito se alegra em Deus meu Salvador;” Lc. 1.46,47.

            Em Is. 26.9 o profeta Inspirado por Deus nos mostra que a alma está ligada aos sentimentos, e o espírito é o elemento vital de comunicação com Deus. 

·         “Com minha alma te desejei de noite, e com o meu espírito, que está dentro de mim, madrugarei a buscar-te; porque, havendo os teus juízos na terra, os moradores do mundo aprendem justiça.” Is. 26.9.

             Conforme Ec. 12.7 o pneuma (espírito) não desce à sepultura. Ele é parte inerente ao homem, mas não do corpo sem vida, na morte há uma separação.

·         “E o pó volte a terra, como o era, e o espírito volte a Deus, que o deu.” Ec. 12.7.

·         Já a Alma ela é imortal, hoje pertencente á um corpo feito de barro, com o espírito que dá vida a esse corpo, mas após a morte do corpo, e a retirada do espírito (fôlego de vida), Sl. 115.17, Sl. 146.4 esta alma terá dois caminhos a seguir, ou habitará em um novo corpo (celestial) Sl. 17.15, I Co. 15.51-54 e viverá eternamente com cristo, ou será julgada ao inferno. Mt. 5.22, Mt.10.28.

O HOMEM E OS ANIMAIS:

            Deus criou os animais sem soprar em suas narinas e os chamou de "répteis de alma vivente” (criaturas que vivem e se movem).

·         “E disse Deus: Produzam as águas abundantemente répteis de alma vivente; e voem as aves sobre a face da expansão dos céus. E Deus criou as grandes baleias, e todo o réptil de alma vivente que as águas abundantemente produziram conforme as suas espécies; e toda a ave de asas conforme a sua espécie; e viu Deus que era bom.” Gn. 1.20,21. (Esta alma acaba com o corpo)

            Diferente do homem que recebeu o fôlego (Espírito) diretamente de Deus, para habitar em um corpo, onde a Alma (imortal) ali também estaria. Os seres humanos possuem, portanto algo que veio diretamente da substancia de Deus.

SIMPLIFICANDO:

      I.        O corpo nos dá a consciência do mundo material. Gn.2.7.

    II.        A alma da ao homem a consciência de si mesmo, como viver, escolhas, caminhos, sabe que é uma personalidade sujeito ao juízo ou a ser ressuscitado. Só Deus tem poder sobre a alma. Mt.10.28

   III.        O espírito nos dá consciência de Deus. Ele nos relaciona com Deus na oração adoração, comunhão, (com o mundo espiritual), busca o equilíbrio entre a alma e Deus, Volta para Deus. Sopro de vida. Gn. 2.7.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

AS DUAS ÁRVORES

Texto de referência: Jo. 15.1-22. Introdução: A natureza, e tudo que existe em sua volta, são constantemente apresentadas e co...