quarta-feira, 3 de agosto de 2016

AS SETE CARTAS PARTE FINAL


SARDES, FILADÉLFIA E LAODICÉIA.
PARTE FINAL
TEXTO DE REFERÊNCIA: Ap.3
Introdução:
                 Finalizamos hoje este estudo, onde conhecemos os destinatários ilustres mais conhecidos como as sete Igrejas da Ásia.
             Hoje conheceremos as três últimas igrejas, que são: Sardes, Filadélfia e Laodicéia.
  1. Sardes. A igreja que tinha adormecido Ap.3.2.
            A CIDADE: Sardes era a antiga capital do Reino de Lídia, um império do célebre e rico, Creso (último rei). A cidade, situada no sopé da montanha Tmolo, era famosa pelas suas riquezas e luxo. Conforme a tradição, Sardes foi a primeira cidade dessa região a receber o Evangelho sob a pregação do apóstolo João. Também foi a primeira a desviar-se da fé e uma das primeiras a virar ruínas.

Atributos positivos:
  • Tens pessoas que não contaminaram seus vestidos; comigo andarão de branco.
Advertências:
  • Tens nome de que vives, mas estás morto.
  • Não achei as tuas obras perfeitas diante de Deus. Pode-se também entender como: “Não achei as obras completas”. Há grande inclinação para se começar várias obras, sem completar a que já começamos.
Consequências:
  • Se não vigiares, virei contra ti como um ladrão.
O que fazer:
  • Sê vigilante e consolida o resto que estava para morrer, porque não tenho achado íntegras as tuas obras na presença do meu Deus. Ap. 3.2. Aqui existe uma ordenança para consolidar os fracos na fé. “que estão para morrer”. (Quem sabe as obras incompletas fossem o descaso com os mais fracos, que estavam morrendo na fé).
  • Arrependa-te.
Recompensas:
  • Ao que vencer será vestido de vestes brancas. As vestes brancas simbolizam a justiça.
  • De maneira nenhuma riscarei o seu nome do Livro da Vida. Os nomes dos mortos não podem fazer parte do Livro da Vida, por isso este alerta para a “igreja morta”. Isso também demonstra que é possível o nome de um crente ser riscado do Livro.
  • Confessarei o seu nome diante do Meu Pai referência ao texto de Mt. 10.32 (Portanto, todo aquele que me confessar diante dos homens, também eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus).
          Dentro da igreja morta, o Senhor levanta um grupo de vencedores estas promessas são para eles. “Ao que vencer”.


  1. Filadélfia. A igreja que tinha sofrido pacientemente. Ap. 3.10.

         A CIDADE: Filadélfia era uma cidade do Reino de Lídia, ficava a 40 quilômetros distantes de Sardes, edificada por Átalo Filadelfo, rei de Pérgamo.
         É possível uma igreja ser irrepreensível? As igrejas de Esmirna e de Filadélfia foram entre as sete, às únicas que o Senhor não tinha nenhuma repreensão.

Atributos positivos:
  • Guardaste a minha Palavra.
  • Não negaste o Meu Nome.
Promessas:
  • Diante de ti coloquei uma porta aberta.
  • Os da sinagoga de satanás virão e adorarão prostrados aos teus pés.
  • Eu te guardarei da hora da tentação.
Recompensas:
            Ao vencedor, fá-lo-ei coluna no santuário do meu Deus, e daí jamais sairá; gravarei também sobre ele o nome do meu Deus, o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém que desce do céu, vinda da parte do meu Deus, e o meu novo nome. Ap. 12.13.
  • Ao vencedor, fá-lo-ei coluna no santuário do meu Deus: As colunas de Filadélfia racharam e caíram em um terremoto algumas décadas antes, mas as colunas no verdadeiro templo de Deus jamais seriam destruídas. As colunas não são de pedra; são colunas vivas e firmes. Jesus não fala somente de líderes nas igrejas Gl. 2.9, mas de todos os fiéis que vencem com ele. Os discípulos do Senhor são, ao mesmo tempo, pedras vivas e sacerdotes I Pe. 2.5-9.
  • Daí jamais sairá: Os vencedores permanecerão no templo para sempre. Gozarão comunhão eterna com Deus.
  • Gravarei… sobre ele: Várias descrições mostram a posição privilegiada do vencedor. Nomes gravados sugerem posse. O vencedor pertence a Deus. Ele faz parte do “povo de propriedade exclusiva de Deus”. Ele também pertence à cidade de Deus, a nova Jerusalém. A nova Jerusalém é a noiva de Cristo Ap. 21.2. O vencedor faz parte da noiva, da igreja que pertence somente a Jesus. Ele recebe, também, o nome de Cristo. Jesus confessará abertamente os nomes dos seus servos Mt. 10.32.

           A Igreja de Filadélfia é a Igreja Fiel. Nasceu no avivamento após a Reforma protestante seguindo paralela com a igreja Laodicéia, a igreja morna.

  1. Laodicéia: A igreja com a fé morna Ap.3.16.

           A CIDADE: Laodicéia era uma cidade sobre o rio Lico, famosa pelos amplos muros, e como Roma, edificada sobre sete montes. Parece que o apóstolo Paulo se esforçou para introduzir o Evangelho em Laodicéia, de onde escreveu uma epístola, acerca da qual se refere em Cl. 4.16. A cidade foi destruída por um terremoto em 62 d.C. e reconstruída por seu próprio povo, o qual se orgulhava de o fazer sem pedir auxílio ao governo. Era uma das mais ricas cidades da Ásia, pois dos rebanhos de ovelhas daquela região produziam a excelente lã negra de altíssimo preço. Por isso os moradores de Laodicéia se achavam ricos e bem vestidos. Ali também era produzido um colírio valioso e único, procurado por todas as outras cidades da região e até outros países. Em sua carta, o Senhor Jesus ignora estes valores materiais e diz como vê aquele povo: “pobre, cego e nu”. Ao contrário da Igreja em Filadélfia que não houve nenhuma repreensão, a igreja em Laodicéia não recebeu nenhum elogio do Senhor.
        Esta igreja é chamada de apóstata, pois tem negado o seu Senhor através das suas atitudes mundanas. E, por isso o amor se esfriará de quase todos. Mt. 24.12.
Advertências:
  • Nem és frio nem quente.
Consequências:
  • Vomitar-te-ei da minha boca (a água morna era usada para provocar vômito)
  • Eu repreendo e castigo todos há quanto amo.

O que fazer:
  • Compre de mim ouro provado no fogo para que te enriqueças, vestidos brancos para que te vistas, e que unjas os teus olhos com colírio para que vejas.
  • Eis que estou à porta e bato, se alguém ouvir e abrir eu entrarei.
Recompensas:
  • Ao vencedor, dar-lhe-ei sentar-se comigo no meu trono: Os vencedores terão o privilégio de reinar com Cristo Ap. 20.4. Tal honra não seria para os orgulhosos e autossuficientes, mas para os humildes e obedientes. Jesus foi obediente ao Pai aqui na terra para ser exaltado ao lado dele no céu Fp. 2.8-9. Somente os obedientes serão exaltados com Cristo.

           Apesar de vivermos nos dias da igreja morna, existe também a igreja fiel e irrepreensível. É esta Igreja que o Senhor Jesus vem buscar. Ap. 22.17.


            Para todas as igrejas de todas as épocas e cidades, a mensagem final do Senhor Jesus é: “Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às Igrejas”. Ap.22.20.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AS DUAS ÁRVORES

Texto de referência: Jo. 15.1-22. Introdução: A natureza, e tudo que existe em sua volta, são constantemente apresentadas e co...